Friday, December 23, 2011

Segunda realidade

Estou lá vendo o Conta Corrente quando um zé ruela do cinema diz: "Nunca foi tão bom morar no Rio." Isso depois de ele ter dito, com a sem-vergonhice típica que o Olavo definiu como "inocência perversa", que os produtores de cinema estavam ganhando bastantes patrocínios dos governantes. Rio de Janeiro, onde bueiros explodem, pessoas são incineradas, há intervenções militares para conter grupos paramilitares etc etc etc. Mas também no Conta Corrente, outro dia, um economista afirmou que o Brasil era um dos países mais seguros e atrativos para se investir, "afinal estamos bem protegidos da crise mundial". O camarada disse isso logo após uma nota informando que nosso país cresceu menos que a zona do euro! Que audácia!

Outro dia, sou informada que o Congresso permitiu que a WWF fosse consultada sobre o projeto do Código Florestal. Na hora, pensei: "Ué? Quer dizer que chegamos ao ponto de consultar ONG estrangeira desse jeito tão descarado para criar leis?" Alguém poderia usar uma desculpam chinfrim: "Ah, mas é WWF BRASILLL." Então tá. Mas isso é que nem partido comunista... O mais básico é que ninguém comentou patati-patatá nenhum sobre isso.

Saiu o número de homicídios no Brasil, que se não me engano chegava a 49 mil por ano. Não sei se você sabe, mas a Alemanha Nazista sofreu quase 50 mil baixas na campanha polonesa em 39. É a mesma quantidade de baixas que os EUA sofreram em toda a Guerra do Vietnã. No Paraguai, o Brasil parece ter sofrido entre 80 mil e 100 mil baixas. Era mais seguro caçar Solano Lopez nos charcos paraguaios ou se enfiar nos arrozais do Vietnã que morar hoje no Brasil. E as pessoas estão mais preocupadas com a mulher que sentou o cacete num cãozinho! Claro que bater sem dó num bichinho é crueldade. Mas que dizer de pessoas que ficam putas ao verem um bicho sendo morto mas só dizem "é, pois é, que chatinho" diante do assassinato anual de 50 mil pessoas?

Nos últimos tempos, Protógenes Queiróz, cujo nome mais parece mistura de personagem de diálogo platônico com outro de romance português, cismou de querer abrir uma "CPI da privataria tucana" (inspirado pelo livro A privataria tucana). Diante de milhares de acusações de corrupção do governo dessa presidente esquisita, qual a razão de os caras resolverem investigar indícios de irregularidades de um troço que houve num governo de 13 anos atrás? Com licença, mas é como um sujeito tentando agarrar o seu filhinho e você buscando um guarda para prender fulaninho que faz xixi diante do grande teatro do mundo. Vamos lembrar que o Seu Delegado é do PCdoB, cuja moralidade pode ser averiguada pela filhadaputice desenxabida ao chorar a morte do bizarro e maligno Kim Jong-Il. Gêmeas sexagenárias prostitutas da Holanda são muito mais honradas que esse saco de cocozão que é o PCdoB!

Falta de medida da economia e de onde mora, interferência estrangeira em leis domésticas, matanças horripilantes, desvio cretino do foco do noticiário. Alguns exemplos de que tipo de lugar a gente vive.

No comments: