Wednesday, July 21, 2010

FHK

O F.H. Cardoso merece o apelido de "Kerensky brasileiro". Impressionante. Ninguém que tenha visto a entrevista que ele concedeu à Rede TV no dia 10/05 pode ter dúvidas. Neste bloco, lá pelos 17 minutos, ele disse que a diferença entre o PSDB e o PT nem é tanto o conteúdo do programa de partido. É mais uma questão de como transformar a sociedade. Muito mais grave foi o que ele disse depois. Aos 9 minutos de outro bloco, ele se saiu com essa:

O Lula sabe que eu me opus a qualquer pedido de impeachment. Eu me opus. Por quê? (E sou criticado por isso!) (...) Primeiro, que impeachment é um processo político, e não sei se haveria força. E segundo, e se ganhasse? Você divide o Brasil. E eu não sou favorável a isso. (...) O Lula, que é o primeiro líder operário que chega à presidência, vai sofrer um impeachment? Aí vai dizer: "Tá vendo? São os ricos contra os pobres." Eu fui contra!

O FHK disse que "havia motivos" para o impeachment. Entendeu que o esquema do mensalão era "gravíssimo". Ele próprio lembrou que o Duda Mendonça era réu confesso de um crime contra a constituição. Mesmo assim, o FHK preferiu livrar a cara do "primeiro líder operário que chega à presidência". Que absurdo! Dá vontade ou não de dar um bicão na canela do infeliz?

3 comments:

trombone com vara said...

E o pior é que esse é o único partido de "oposição" ao pt.
Com uma oposição como essa, o governo comemora.

Leonardo T. Oliveira said...

Trauma de presidente demagogo.

w said...

alguém sabe se o reinaldo azevedo viu essa entrevista? sempre que escrevi algum comentário nesse sentindo no blog dele, acabei não publicado.