Thursday, February 12, 2009

Presidente que não gosta de ler quer escrever uma coluna de jornal

(Notícia da outra semana. Achei que teria coisas mais legais para publicar. Deixei esse post de lado.)

Lula quer criar uma coluna chamada "O Presidente responde" em jornais populares. Responde o quê? Por que é amigo pessoal das FARC? Amigo do presidente cocaleiro Evo Morales? Isso o torna um cúmplice dos males causados pelo tráfico de drogas no Brasil. Se não fosse por gente que nem Lula, haveria 70% a menos de homicídio no Rio de Janeiro.

O mais bonito é que ele quase nunca dá coletivas. O que aconteceu para ele de repente sentir vontade de responder o que não lhe é perguntado? Nem nas eleições ele queria saber de debates.

A notícia diz também assim:

Lula parece seguir práticas de outros presidentes da América Latina. No início deste ano, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, começou a publicar a coluna “As linhas de Chávez”. Na Bolívia, Evo Morales lançou o jornal estatal Cambio. Em Cuba, o ex-governante Fidel Castro assina a coluna “Reflexões de Fidel”.


"Parece seguir". Ok, ok. Coincidência, não? Nem existe um troço chamado Foro de Sâo Paulo. Nem essa gente vive conversando. É tudo uma coincidência cósmica.

Mas também a notícia diz o seguinte:

[O governo t]ambém ressalta espaços abertos em novos veículos de comunicação: “Foram abertos inéditos espaços de interlocução com novos públicos de mídia, por meio de portais informativos na Internet (UOL, IG, G1, Terra, Portal Limão e Agência Brasil) e de jornais populares (Meia Hora/RJ, Super Notícia/MG, Diário Gaúcho/RS, Agora São Paulo/SP, Aqui DF/DF, Daqui/GO, Notícia Agora/ES e Notícia Já/SP)”.


Tradução do embromation: "Jornais e portais resolveram puxar o nosso saco. Se não puxar a gente ferra com eles. Conosco ninguém pode." Pior que depois jornalista fica se fazendo de gostosão-esclarecido-que-é-contra-todos-os-governos. Como diria um personagem de comédia: "Ah, para, ô".

###

Essa é para o pessoal muito otimista.

O governo do Lula tem sete anos. O FHC teve oito. São QUINZE ANOS de governos esquerdistas. Fomos de um esquerdista que pelo menos não era cúmplice de terroristas para um deste tipo. Radicalizou.

O único partido de, er, "direita", quis ser agora que nem o Democrata.

Coloca aí mais dois mandatos de governo de esquerda. Oito anos. Seriam 23 anos de governo esquerdista. 23 anos é quase uma geração. O Golpe de 64 nem durou isso tudo.

O III Reich durou uns 12 anos. Você já sabe o que os nazis aprontaram nesse tempinho. Agora imagina um governo esquerdista-maluco-discreto atuando por quinze anos. Imaginou? É o Brasil. Claro.

Quer um exemplo do que acontece quando deixam esquerdistas alucinados muito tempo no poder? Veja o Rio de Janeiro. HÁ MAIS DE VINTE ANOS ELES GOVERNAM ESSA BUDEGA. Já tentaram de tudo. Já criaram CIEP. Já quiseram mexer na polícia. Já fizeram leis bacanas para todo mundo se amar. Sabe o resultado? Virou costume você encontrar gente se drogando feito louco. Tiroteios são diários. De cada dez homicídios, sete são causados por armas de fogo. Só no primeiro semestre do ano passado, morreram por causa de armas de fogo 2015 pessoas. No mesmo período em 2007, foram 2152 mortes. Quase 1/3 das armas apreendidas foram fuzis, submetralhadoras, metralhadoras e pistolas. Até março de 2008, os EUA perderam uns 4 mil soldados no Iraque. O negócio está brabo. A Cruz Vermelha já considera o Rio zona de guerra. Só a polícia do Rio (é o que dizem) foi responsável por 1330 mortes em 2007. Faça as contas. Em 2007, muito por baixo, foram 3482 pessoas mortas! Sâo quase 1500 mortes a mais que o total de baixas brasileiras na Segunda Guerra inteira! Ou quase o total de mortos e feridos americanos no ataque japonês à Pearl Harbor!

Que tal uma Pearl Harbor carioca por ano? Só que morre muito mais gente aqui por ano.

Legal querer salvar a educação. Mas adianta alguma coisa se chega um cara dando um tiro em você? Lógico que não. Adianta salvar a saúde se você pode levar um tiro no hospital? Não. Adianta você ganhar bem, ter conforto e tal, e ser assassinado por isso? Também não. Qual a solução que neguinho dá? Mais mandato para esquerdistas!

Sei não, viu. Isso aqui está mais com cara de game over. O jeito é agir bem por uma questão de princípio. Só por isso. Puro pessimismo? Pessimismo é algo subjetivo. Só o Rio teve 3482 mortes bem objetivas ano passado.

2 comments:

Mário said...

Faz uns 4 anos que a PM de Alagoas foi agraciada com o título "Polícia Cidadã" pelo movimento Sou da Paz. Quando fiquei sabendo, me veio um mal pressentimento, "pronto, agora acabou-se, o crime vai explodir". Durante 8 anos de governo socialista aqui em Alagoas, o principal feito do governo foi o salvo-conduto para menores de rua ficarem a vontade para cheirar cola. O palácio do governo era uma das áreas preferidas da "galera da cola". E aí do policial que ousasse tomar a cola de um desse meninos! "Seu" governador ia ficar muito bravo. O resultado de 8 anos de "polícia-cidadã" é que outrora tranquila Maceió é hoje a capital mais violenta do país. Coincidência?

Anonymous said...

Que monte de MERDA vc escreve nessa porcaria!