Tuesday, September 23, 2008

Korobeiniki

Korobeiniki (ou Korobushka) é uma cançãozinha russa. Teste sua pronúncia de russo e cante!



Agora, uma outra versão. É legal ver o pessoal tocando com aquelas roupas típicas. E as balalaikas, hein?



Olha, não sei se alguma uma russa se veste daquele jeito mesmo. Só sei que eu adoraria ter uma roupa assim! Vai ver serviu de inspiração para as roupas da Rainha Amidala.

Uma versão instrumental para fechar. Com o Theo Bikel. De vez em quando alguém grita alguma coisa. Só faltava ser "Chora, balalaika!" em russo (ou ídiche).

Thursday, September 18, 2008

Ciência moderna

(Meio resfriada; mas vamos lá.)

Vez ou outra alguma múmia manca aparece com a história de que a ciência moderna e o cristianismo são que nem água e óleo. Alto lá. Descartes era um carola. Copérnico e Nicolau de Cusa eram padres. Galileu era cristão. Mesmo quando aparecia um porra-louca tipo Giordano Bruno, era gente do meio eclesiástico. (Ok, herege. Teje excomungado. Isso não invalida meu ponto.) E Kepler? O homem chegou a estudar para se tornar pastor. Você pensa que foi delírio de juventude? Ele publicou aos 40 anos De Vero Anno quo Aeternus Dei Filius Humanam Naturam in Utero Benedictae Virginis Mariae Assumpsit (cujo título não vou traduzir porque sou esnobe e acho que está na cara o que significa).

Filiação religiosa não significa repetição doutrinária ipsis litteris (mais latim moleza). Tudo bem. Mas será que esses cientistas eram tão manés que nunca desconfiaram que faziam algo anti-religioso ou "original"? Essa hipótese é cachorra demais. O único que pensou nisso (Bruno) era meio pancada. (Para falar a verdade, ele nem era lá um cientista.)

O ponto fundamental é o seguinte. O cristianismo é uma doutrina cosmológica? Neca de pitibiriba*. O conhecimento cosmológico (seja qual for) é uma doutrina religiosa? Não (ou não deveria ser). Então cadê a contradição entre ciência moderna e cristianismo? Na cabeça das múmias mancas!

O problema da ciência moderna é (pelo menos em aparência) com o Sr. Aristóteles. Mesmo assim, sabe-se lá Deus até que ponto ele era compreendido.

Como hoje em dia quase ninguém leu o dito cujo (entenda-se: a Física, Do Céu... Ptolomeu é outro que quase ninguém leu, menos ainda que Aristóteles), ninguém sabe direito sobre o que os cientistas modernos falavam (ou deixavam de falar, o que é importante também). O jeito é apelar para aqueles chavões do tipo: "Passaram da visão teocêntrica para antropocêntrica". Como todo chavão, ele tem lá a sua verdade. O problema é entender direitinho qual é.

(Por sinal, acho que desconhecer a Física e o Almagesto torna a própria ciência moderna ininteligível do ponto de vista histórico. Como você vai entender seu surgimento, seu desenvolvimento, se não conhece nada daqueles livros? Nem me venha com a história de que o Almagesto é muito técnico. Até parece que você achou conferiu tranqüilão todos os cálculos do Copérnico e do Kepler.)

*Se bem que alguns dados da Revelação podem influenciar certas especulações cosmológicas. Um que me lembro agora é a questão da criação do mundo.

Friday, September 12, 2008

Bonitão


O bonitão da foto é... Adivinha.

Dica moleza. Ele disse num momento difícil: "Tudo está perdido. Desisto. O que Lênin fundou, nós f*****s." Depois: "Nós f*****s, c*****s tudo."

Thursday, September 11, 2008

"Poeticidade"

Mais alguma mente doentia achou que "caber nos anos com tanta precisão" soa engraçado?

Monday, September 08, 2008

Scorpions

Os caras do Scorpions dedicaram um show à Amazônia. Antes, os compositores dedicavam obras à amada imortal. Hoje, as áreas geográficas são mais excitantes.

Disse Klaus Meine: "Quando nós sobrevoamos um país tão belo como o Brasil para vir tocar para vocês, é muito triste ver o fogo queimando as matas". Na mesma reportagem: "[T]elões espalhados pela casa de shows mostravam cenas da Amazônia e das ações de ambientalistas em prol da floresta, sendo este tema o mais abordado por Klaus Meine durante o show."

Ok. Três coisas que não consigo compreender:

1 - Você ir ao show do Scorpions para ganhar de brinde lição de ambientalismo;
2 - Você ter que aturar Scorpions dando lição de moral;
3 - Você ir ao show do Scorpions.

Lição: se até Scorpions te esculhamba, sua reputação desceu pela privada faz tempo.