Tuesday, August 19, 2008

Aviso e links legais

First things first:

Simpósio Internacional de Tradução Literária do Alemão para o Português
A tarefa do tradutor



Simpósio
25 a 28 de agosto 2008
Academia Brasileira de Letras
Av. Presidente Wilson, 203
Castelo
As mesas-redondas são abertas ao público em geral.
Entrada franca
A participação nos workshops só é permitida a convidados e ouvintes mediante inscrição por e-mail escrtrad@uerj.br entre 4 e 20 de agosto.
Informação: Tel. +55 21 3804 8204 / 2254 1510


Idealização:
Prof. Dr. Johannes Kretschmer (Departamento de Letras Anglo-Germânicas, UERJ)
Kristina Michahelles (Tradutora e jornalista)
Comissão organizadora:
Prof. Dr. Johannes Kretschmer (Departamento de Letras Anglo-Germânicas, UERJ)
Kristina Michahelles (Tradutora e jornalista)
Profa. Dra. Maria Aparecida Ferreira de Andrade Salgueiro (Escritório Modelo de Tradução / UERJ / CNPq)

O objetivo do simpósio é, além de propiciar a troca de experiências e um maior intercâmbio entre os tradutores, incentivar jovens tradutores e estudantes da área a se dedicarem ao exercício desta profissão cada vez mais importante.

O evento quer dar um passo além e ampliar a rede, propiciando o encontro do público-alvo (tradutores, editores, jornalistas, professores, estudantes) com representantes do ramo editorial, da crítica literária e da pesquisa acadêmica, bem como de escritores nas duas línguas.

Neste sentido, uma das atrações do simpósio será a presença de quatro dos mais premiados autores alemães da atualidade: Antje Rávic Strubel, Ilija Trojanow, Julia Franck e Ulrich Peltzer, expoentes da nova geração da literatura daquele país. A presença dos quatro escritores reforça também uma tendência do mercado editorial brasileiro, que aposta cada vez mais na literatura contemporânea alemã. Dois dos escritores estão sendo traduzidos para o português. A mulher do meio-dia (Die Mittagsfrau), de Julia Franck, está saindo para a 20ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo pela editora Nova Fronteira, com tradução de Marcelo Backes. O colecionador de mundos (Der Weltensammler), de Ilija Trojanow, também está sendo traduzido para o português e sairá pela Cia. das Letras.

O simpósio é uma continuação do Encontro de Tradutores idealizado por Ray-Güde Mertin e realizado em 1996, no Rio de Janeiro, reeditado em novembro de 2006, em Porto Alegre, bem como da série coordenada por Sarita Brandt e Kurt Scharf em Portugal e Berlim (2005, 2007).

Sala Multimídia = MM
Sala José de Alencar = JA
Teatro R. Magalhães Jr. = TRM

25 de agosto, segunda-feira

10 às 11h Saudação, rodada de apresentações, esclarecimentos sobre funcionamento do workshop (sala MM)

11 às 12h30 Workshop: encontro com Antje Rávic Strubel (sala MM)
Coordenação: Prof. Dr. Johannes Kretschmer (UERJ)
Sarita Brandt (Tradutora)

12h30 Almoço

14h30 Workshop: Das Lektorat von Übersetzungen (sala MM)
Coordenação: Kurt Scharf (Tradutor)

17h Abertura Oficial (Teatro R. Magalhães Jr.)
Cícero Sandroni (Presidente, Academia Brasileira de Letras - ABL)
Ricardo Vieiralves de Castro (Reitor, Universidade Estadual do Rio de Janeiro - UERJ)
Ivan Junqueira (Secretário-geral, Academia Brasileira de Letras - ABL)
Dr. Wolfgang Bader (Diretor do Instituto Goethe São Paulo e diretor-geral para América do Sul)

17h30 Tradução e criação (TRM)
Prof. Dr. Paulo Henriques Britto (PUC-Rio / poeta e tradutor)
Profa. Dra. Maria Aparecida Ferreira de Andrade Salgueiro (Escritório Modelo de Tradução / UERJ / CNPq)
Coordenação: Prof. Dr. Johannes Kretschmer (UERJ)

18h30 Coquetel de abertura (Teatro R. Magalhães Jr.)


26 de agosto, terça-feira

9 às 10h30 Workshop: encontro com Julia Franck (sala JA)
Coordenação: Dr. Marcelo Backes (tradutor e escritor)
Kristina Michahelles (tradutora e jornalista)

10h30 às 12h00 Workshop: O desafio dos textos curtos (sala MM)
Coordenação: Carlos Abbenseth (tradutor e professor do Instituto Goethe Rio de Janeiro e Baukurs)

12h Almoço

14 às 15h30 Workshop: encontro com Ilija Trojanow (sala JA)
Coordenação: Dennis Gerstenberger (Goethe-Institut Rio de Janeiro)
Kurt Scharf (Übersetzer)

16h Workshop: Os caminhos da qualificação profissional (sala JA)
Georgina Staneck (Biblioteca Nacional, Brasil)
Almerinda Stenzel (Goethe-Institut Rio de Janeiro)

19h Mesa-redonda: A literatura alemã contemporânea, tendências e perspectivas para a tradução I (Com tradução simultânea / Teatro R. Magalhães Jr.)
Julia Franck e Antje Rávic Strubel (escritoras)
Dr. Marcelo Backes (tradutor e escritor)
Moderação: Verena Kling (Litrix.de)

27 de agosto, quarta-feira

9 às 10h30 Workshop: encontro com Ulrich Peltzer (sala JA)
Coordenação: Reinhard Sauer (Diretor do Instituto Goethe Porto Alegre)
Kristina Michahelles (tradutora e jornalista)

10h30 às 12h Workshop (sala JA)
Coordenação: Prof. Dr. Maurício Mendonça Cardozo (UFPR)

14 às 16h Workshop (sala JA)
Coordenação: Profa. Dra. Tinka Reichmann (Universidade de São Paulo - USP)

16h15 Workshop: Contratos e direitos autorais (sala JA)

18 h Mesa-redonda: A literatura alemã contemporânea, tendências e perspectivas para a tradução II (Com tradução simultânea / Sala José de Alencar)
Ilija Trojanow e Ulrich Peltzer (escritores)
Kristina Michahelles (tradutora e jornalista)
Moderação: Verena Kling (Litrix.de)

28 de agosto, quinta-feira

9 às 10h Workshop: Rodada final e recomendações (sala MM)

10 às 12h Mesa-redonda: A traduzibilidade das culturas I (TRM)
Profa. Dra. Carlinda Nunez Fragali (UERJ)
Profa. Dra. Rosana Bines (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio)
Profa. Dra. Susana Kampff Lages (UFF)
Coordenação: Prof. Dr. Johannes Kretschmer (UERJ)

12h Almoço

14 às 16h Mesa-redonda: A traduzibilidade das culturas II (TRM)
Profa. Dra. Tinka Reichmann (Universidade de São Paulo - USP)
Profa. Dra. Maria Alice Antunes (UERJ)
Prof. Dr. Victor Hugo Klagsbrunn (UFF)
Coordenação: Profa. Dra. Henriqueta Valladares (UERJ)

16h15 às 18h Mesa-redonda: Novos rumos da mediação literária entre a Alemanha e o Brasil (TRM)
Kurt Scharf (tradutor)
Luciana Villas-Boas (Editora Record)
Prof. Dr. Pedro Süssekind (UFOP)
Coordenação: Reinhard Sauer (Diretor do Instituto Goethe Porto Alegre)

19h30 A traduzibilidade das artes: Paul Klee e a música
Katharina Kegler (Escola Superior de Música, Freiburg)
Dra. Susana Carneiro Fuentes (Baukurs)

Coquetel de encerramento na residência do cônsul-geral da Alemanha


O "traduzibilidade" é um termo lindão. Mas fala sério. Deve ser um evento legal. Mesmo para quem não sabe rin-tin-tin nenhum de alemão. Se eu não estivesse cativa em Babilônia, não deixaria de ir. Agora, esse cônsul é festeiro. Outro dia teve apresentação de música na residência dele. Ele disse que adora o Rio. Quer dizer, tirando quando foi assaltado, eu acho.

___________________


Uns links legais agora:

*Para quem curte estudos clássicos, Bryn Mawr Classical Review. Excelente. Lá você poderá ter uma idéia do que vem sendo publicado sobre o assunto.

*Sabe quando você acorda cedinho e diz: "Caraca, que vontade de ver um mapa do Sacro Império Romano nos tempos dos Hohenstaufen"? A sua oportunidade chegou! Você pode vê-lo aqui. Agradeça ao pessoal do Perry-Castañeda Library Map Collection. Mapas, mapas, mapas...

*Lá no site da Naxos você pode aprender várias coisas sobre música clássica/erudita/ocidental/não-sei-mais-o-quê. Tem desde um breve glossário, listas de compositores, breves biografias, até uns toques de como ir a e se comportar em uma sala de concerto. Também tem um ótimo conselho: Your job is very simple: be affected by the music.

*Um link assustador. Parece que a OTAN fez uma bela cagada em Kosovo. Segundo a diocese ortodoxa sérvia de Raska-Prizren, não faltou igreja vandalizada e/ou destruída desde 1999.

*Final de luxo. Que tal ver o Glenn Gould tocando as Variações Goldberg? Legal, hein? Mas por que comeram a aria da capo? Já vi o dvd e ele toca tudinho, sim senhor. Vai entender. É bom assistir também a Emma Kirkby cantando uma ária da Paixão segundo São Mateus. Ou a Cecilia Bartoli cantando feito louca uma ária do Vivaldi. Ou o Andreas Scholl cantando uma ária de Giulio Cesare in Egitto. (Se você implica com contratenores, ouça a Larmore cantando a mesma coisa. E leva a mal não, mas essa ópera é fodona.) Ou... não ouvir nada e pronto.

5 comments:

O Comentarista said...

O link de mapas é excepcional, muito bom !!!

Agora, se você gosta de mapas históricos, confira http://www.henry-davis.com/MAPS/EMwebpages/EM1.html

Veja como são fantásticos os desenhos.

Tanja Krämer said...

Esse site eu também conhecia, é muito legal mesmo!

O Comentarista said...

Já conhecia, é? que novidade...

O Comentarista said...

Ainda surpreendo você. Dia desses vou tentar uma discussão sobre a embriologia dos anfioxos (eu era bom nisso!!).

Tanja Krämer said...

Só se eu fosse erudita renascentista para saber isso também! :-P