Wednesday, August 08, 2007

Kay Nielsen, François Couperin



Sabe, seria bom se as coisas fossem tão bonitas como nesse desenho. Dá vontade de ser essa bailarinazinha. Mesmo dançando no fogo.

Couperin Le Grand dizia que seria ótimo se a vida fosse só belas músicas e danças (danças não lembro se ele disse, mas coloco na conta). Pode parecer coisa de gente boba. Mas não. O que o desenho do Kay Nielsen e Couperin, François, indicam é que existe um mundo maravilhoso. É preciso imaginação. Imaginação e senso poético!

Acho que falta um pouco de sensibilidade em todas as coisas. Os prédios são funcionais. As pessoas também são funcionais... Os filmes não têm encanto nenhum. A música ou é coisa de epígono ou um experimentalismo meio maluco.

A sensibilidade é boa porque ajuda a gente a entender a beleza de todas as coisas!

Como é que a gente vai desenvolver a sensibilidade se está acostumado apenas a ver coisas que no mínimo não têm a menor graça, não são nada graciosas? É por isso que a tríade "bem-belo-verdadeiro" se tornou oca! Soa meio ridículo invocar tudo isso junto e a sério. É uma pena.

Pior para que não conhece Kay Nielsen e François Couperin.

No comments: