Wednesday, November 15, 2006

A burrada ataca, contra-ataca e faz o diabo

Notícia: STJ: Jornalista deve ter diploma.

Justo. Num país onde há o maior número de professores per capita do mundo, onde se forma universitário a dar com pau, nada mais natural que outra profissão ser regulament... ops, profissionalizada. U-hu!

Que a justiça seja feita. Deve haver também faculdades de:

. Caixa (com especialização: de banco, de loja);
. Flanelinha;
. Barbearia;
. Garçom;
. Last, but not least, escrivinhador de blog;
. Etc.

Ooouutra coisa. Ninguém pára para pensar nas conseqüências de um jornalismo regulament... profissionalizado. Raciocina comigo, cambada: jornalista tem que ser formado em universidade; universidade pública é sempre considerada the most beautiful thing; ela é do governo. Então... Sem contar com o velhíssimo corporativismo bom de cada brasileiro e brasileira desse país grandão de meu Deus. Tacada dupla, né? Dois coelhos com uma cajadada. A profissão vai se tornando um feudo de certos senhores distintos sob o beneplácito do Estado-rei. E a galera vai ao delírio pensando em liberdade e em aperfeiçoamento da profissão, ó pá!

No comments: